zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz.jpg

Brasileira de apenas 16 anos mostrou que sabe usar a pouca altura ao seu favor e brilhou na Copa do Mundo da modalidade. Com apenas 1,33m, a brasileira Flávia Saraiva, de 16 anos, mostrou que sabe usar a pouca altura ao seu favor e brilhou ontem ao conquistar duas medalhas de ouro e outra de bronze na etapa da Copa do Mundo de Ginástica Artística de Baku, no Azerbaijão. A ginasta carioca levou um dos ouros no solo com uma apresentação com movimentos precisos que lhe renderam nota 13.650 e arrancou aplausos no estádio . A pontuação foi 250 pontos superior à da sueca Emma Larsson que levou a prata com 13.400 pontos e Marina Nekrasov, do Azerbaijão, que ganhou o bronze com 13.200. Flavinha havia se classificado para a final com a melhor nota e era a favorita entre as 17 candidatas para o aparelho. Já Daniele Hypolito, de 31 anos, outra ginasta que participou da etapa, também se apresentou no aparelho, mas ficou em 12º lugar com 12.000 pontos. Na trave, Flávia também conquistou a medalha de ouro após receber 14.800 pontos por sua apresentação. A sueca Emma Larsson ficou com a prata com 13.650 pontos. Já a austríaca Elisa Haemmerle foi bronze (13.350).

Equipe: Nas barras paralelas assimétricas, Daniele Hypolito conquistou a medalha de prata com 13.800 pontos. Flávia ficou com o bronze com 13.250 pontos. A alemã Lina Philip levou o ouro. A etapa de Baku da Copa do Mundo foi o primeiro teste de Flávia e Daniele esse ano de olho no evento-teste da Olimpíada do Rio, entre 16 e 24 de abril, quando as últimas quatro vagas por equipes nos Jogos estarão em disputa. Grande promessa do esporte para o Brasil, Flávia conquistou a medalha de bronze no individual geral nos últimos Jogos Pan-americanos, atrás da canadense Ellie Black do Canadá e da americana Madison Desch. Por equipes, o Brasil levou o bronze atrás dos EUA e do Canadá. As outras ginastas brasileiras que também tentam vagas no Rio-2016 – Lorrane dos Santos, Jade Barbosa, Carolyne Pedro e Maria Cecília Cruz – já fizeram sua primeira competição do ano, em um torneio para convidados nos EUA. O time masculino de ginástica artística do Brasil conseguiu a inédita classificação olímpica no Mundial de Glasgow e não enviou representantes para a etapa de Baku. Entre os homens, o destaque no Azerbaijão foi japonês Kenzo Shirai, atual campeão mundial do solo. Ele cometeu falhas e ficou em terceiro na classificatória, com 14.850 pontos. Na final, no entanto, Shirai mostrou toda sua qualidade e ficou com o ouro.

Fonte: Voz da bahia

Anúncios

Sobre jorgequixabeira

Sempre gosto de postar nóticias verídicas, pois zelo pela credibilidade do que posto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s