0000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000.jpg

O príncipe da Jordânia Ali Bin Al-Hussein, um dos candidatos a presidente da Fifa, foi Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) e pediu o adiamento da eleição, marcada para esta sexta-feira. A alegação dos advogados de Ali é “falta de transparência”. O TAS afirmou em comunicado que registrou o apelo de Ali “pedindo medidas provisórias urgentes” e disse que “a Fifa foi convidada a ver a enviar observações por escrito em resposta ao pedido de Príncipe Ali”. O prazo dado pelo TAS para responder sobre o assunto foi a manhã de quinta-feira, véspera da eleição presidencial.

De acordo com o advogado Marcos Motta, que costuma atuar em casos julgados pelo TAS, o Tribunal pode abrir um “procedimento expresso” e formar um painel de emergência para julgar o recurso do príncipe Ali até a data eleição. Os julgamentos do TAS são sempre realizados por um painel composto de três pessoas: uma indicada por cada uma das partes e outra pelo próprio tribunal.

Fonte: G1

Anúncios

Sobre jorgequixabeira

Sempre gosto de postar nóticias verídicas, pois zelo pela credibilidade do que posto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s