O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, seguiu a mesma linha de defesa adotada pelo deputado federal baiano, Afonso Florence (PT), ao criticar a Lava Jato. Nessa segunda-feira (22), a Polícia Federal deflagrou a 23ª fase da força-tarefa denominada Acarajé e teve como foco os pagamentos feitos pela Odebrecht no exterior e o marqueteiro do PT, João Santana, responsável pelas campanhas de Dilma e Lula.

Para Anunciação, há um direcionamento proposital contra o PT. “Nós reafirmamos que somos favoráveis à apuração de qualquer tipo de irregularidade. Mas não pode ter essa investigação seletiva que é feita sobre o PT. Não sei porque o juiz Sérgio Moro não faz investigação sobre outros partidos”, ponderou o dirigente em contato com o Bocão News.

O petista ainda acusa “parte da grande imprensa” de promover as ações da operação gerenciada em primeira instância por Moro no Paraná.

O presidente do PT ainda afirmou não conhecer a secretária Maria Lúcia Guimarães Tavares, presa em Salvador pela PF e suspeita de ser a responsável pelas transações entre operadores de propina no esquema de corrupção na Petrobras. Segundo o jornal Correio, a funcionária de executivos da Odebrecht tinha como competência tratar de doações de empreiteiros para campanhas eleitorais em 2008 e 2012, inclusive para petistas baianos.

Fonte: Bocao news

 

Anúncios

Sobre jorgequixabeira

Sempre gosto de postar nóticias verídicas, pois zelo pela credibilidade do que posto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s